sexta-feira, 31 de Julho de 2009

Penedo de Góis

Etiquetas: ,

A falta de médicos em Alvares

Sempre que por alguma razão do quotidiano nos deslocamos à nossa terra, para lá dos bons ares, do sol brilhante e do verde avassalador numa montanha que nos reduz à condição de répteis submissos, ouvimos também os lamentos desesperantes dos idosos, ora por uma razão, ora por outra. Mas todas elas, ou quase todas, a incidirem sobre o abandono dos idosos mais limitados, coisa que nos deixa perplexos.
Desta vez, encontrámos uma situação de ausência de médico durante um mês, o que obrigava os portadores de incapacidades físicas, ou de doenças crónicas, a pedirem ao Centro de Saúde de Góis, que lhes fossem enviadas as receitas dos medicamentos que estavam a faltar, ou a recorrerem a expedientes mais sofisticados para resolverem o problema que os preocupava. Isto não é uma dificuldade de hoje, é, como todos sabemos, uma situação recorrente.
Se tivermos em conta que a Extensão de Saúde de Alvares, que dá cobertura médica e medicamentosa à segunda Freguesia do País mais extensa, com uma população residente muito envelhecida, alguma da qual com dificuldades de locomoção e que se situa a uma distância de 30 quilómetros e não sei quantas curvas da sede do Concelho de Góis, facilmente se fica a perceber que a saúde em Alvares está muito doente e não se vê jeito de melhorar.
Não sabemos quem é o responsável pelo escalonamento médico dentro do concelho, nem tampouco julgamos que sejam bem poucos. Contudo, uma coisa é certa e parece-nos óbvia que, à míngua de recursos humanos, deve-se impor um critério de distribuição de médicos, de tal forma que dê cobertura às aldeias mais distantes do Centro de Saúde concelhio. Isto manda o bom senso.
Na base desta situação difícil estará, provavelmente, a tão falada falta de médicos com que todos os dias somos bombardeados (não acreditamos nessa teoria, mas sim na má distribuição geográfica deles). E neste Concelho acontece que não há apenas falta de médicos, mas também falta um critério justo na sua distribuição. Mais facilmente um paciente faz 5 quilómetros para ir ao Centro de Góis, do que um outro que tem de percorrer 30 para lá chegar. Isto parece óbvio.
Este é um problema que requer alguma atenção, antes que alguém se lembre de colocar todos os doentes no Centro de Saúde e os deixe lá depositados, com armas e bagagem, até que alguém lhes resolva o seu problema.
Adriano Pacheco
in Jornal de Arganil, de 30/07/2009

Etiquetas: ,

Fonte Limpa - Festa Anual

A Comissão dos Amigos de Fonte Limpa vai realizar o seu tradicional almoço na Casa de Convívio naquela localidade. A data escolhida foi o dia 7 de Agosto, pelas 12H30. A Direcção pede aos associados, seus familiares e amigos, assim como às associações congéneres, para estarem presentes. Depois do almoço haverá jogos tradicionais, malha e sueca, com medalhas para os primeiros três classificados. Qualquer pessoa pode concorrer. No dia 8, sábado, é a festa religiosa, a cargo do mordomo António Fernandes Loureiro. A missa será celebrada por volta das 10h pelo pároco padre Ramiro Moreira. O nosso padroeiro é S. José, protector de Fonte Limpa. No dia 9, domingo, a organização da festa está a cargo da Comissão. Esperamos que o sr. A.B. nos brinde com a sua concertina.
António Alves, pela direcção
in Jornal de Arganil, de 30/07/2009

Etiquetas:

FACIG 2009 - Programa

(clicar na imagem para ampliar)

Etiquetas:

Amioso Fundeiro - Festa em honra de S. Pedro

Amioso Fundeiro vai promover a Festa Anual em honra de S. Pedro nos dias 8 e 9 de Agosto. Será abrilhantada por um grupo de músicos, pelo conjunto do costume e pela nossa aparelhagem. No último dia será servido o tradicional almoço de convívio pelo que apelamos à comparência de todos quantos possam assistir para vivermos uns momentos em confraternização e, sobretudo, mostraremos que somos bairristas, o que muitas vezes nos esquecemos. Recordo com saudade o meu tempo de adolescência em que os chamados "lisboetas", filhos da nossa terra, contavam os dias com orgulho de vir a assistir à festa e conviver uns dias com as famílias e amigos, do que hoje muitos estão desligados. Iniciava-se a festa com a salva de 21 morteiros, antes do nascer do sol. Seguiam-se depois as tradições religiosas e terminava com bailes ao toque de armónios e concertinas. Quero aqui recordar também, com muito mérito, a Ti Barandas e o Ti Manuel Rosa "falecidos" que, por anos consecutivos, assumiram a mordomia com árduo desempenho pediam de terra em terra, em tempos em eu as esmolas eram de tostão, e as ofertas para leilão, era a promessa de matança do porco, ou os legumes que a horta produzia; era muito difícil angariar fundos para fazer a festa, portanto estes dois homens merecem as nossas recordações e a melhor recompensa de S. Pedro. Todos devíamos seguir este exemplo: olhar para a nossa terra e considerá-la nossa Mãe Eterna. Infelizmente, todos nós perdemos a mãe que nos deita ao mundo, mas a nossa terra já foi "mãe" e nós também vamos partir para o além da vida, mas a nossa terra permanece vivendo de braços abertos para acolher os nossos descendentes, por isso não devemos desprezá-la foi aqui que nascemos, devemos fazer por ela o melhor que possamos, procurar melhorar, desenvolve-la, mantendo-a limpa.
João Alves
in Jornal de Arganil, de 30/07/2009

Etiquetas:

Corterredor - Festas de Verão 2009

Nos dias 8 e 9 de Agosto decorre a tradicional festa de Verão em Corterredor organizada pela sua Comissão de Melhoramentos.
A festa tem o seu início dia 8 com o seguinte programa, pelas 8:00 horas abertura com música através da aparelhagem sonora, pelas 10:00 abertura da quermesse e bar, a hora ainda não confirmada será rezada missa na capela de Nossa Senhora da Conceição por alma de todas as pessoas falecidas que foram desta povoação, em particular os sócios da Comissão de Melhoramentos, alguns deles fundadores desta Comissão. Das 16:00 às 20:00 tempo preenchido com diversas actividades.
Pelas 20:00 horas está prevista a chegada da organista Magda Sofia que com as suas músicas abrilhantará o baile durante a noite para quem poder e souber fazer o gosto ao pé.
Dia 9 pelas 16:00 horas haverá a tradicional sardinha assada e entremeada para todos os Corterredorenses e para todos aqueles que nos queiram visitar e associar ao nosso convívio.
Corterredor aguarda nestes dias a chegada de alguns Corterredorenses à sua terra natal para participar neste convívio, alguns deles aproveitando para passar uns dias de merecidas férias fora da agitação das grandes cidades.
A direcção da Comissão de Melhoramentos apela a todos sem excepção para participarem neste evento que é de todos, pois só assim podemos fazer com que Corterredor não volte ao esquecimento de alguns anos atrás onde pouco ou quase nada se fazia pelas aldeias encravadas na serra, vamos todos juntos fazer com que a Comissão de Melhoramentos e as autarquias locais possam fazer ainda mais e melhor pela nossa aldeia, a direcção da Comissão de Melhoramentos aproveita a oportunidade para agradecer à Câmara Municipal de Góis e Junta de Freguesia do Cadafaz as obras que estão a fazer no largo do fundo do valeiro que graças a uma boa colaboração entre si foi possível um sonho antigo desta comissão estar prestes a ser uma realidade, sendo estas obras de grande utilidade para a gente da nossa aldeia mas também para quem nos visita encontrando ali melhor qualidade e bem estar, era bom que na altura da festa já se pudesse desfrutar deste belo espaço, seria uma bela prenda de férias para os Corterredorenses.
A Comissão de Melhoramentos
in Jornal de Arganil, de 30/07/2009

Etiquetas:

Góis

Etiquetas: ,

AHBVG - Diamantino Garcia suspende mandato

O presidente da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Góis (AHBVG), Diamantino Garcia, suspendeu o referido cargo até ao dia 11 de Outubro, em virtude da sua candidatura a presidente da Câmara de Góis. O regresso às funções dar-se-á no dia seguinte ao acto eleitoral, "qualquer que seja o resultado", para terminar o mandato que finda em 2010.
Num comunicado escrito três dias antes da apresentação da sua candidatura, decorrida no passado dia 18, dirigido a sócios, amigos, bombeiros e população em geral, o dirigente explica que a decisão foi tomada "depois de muito ponderar", mas "faço-o exclusivamente para que a nossa Associação não possa, por qualquer forma, ser afectada pelo facto de ser candidato". E acrescenta: "faço-o unicamente pelo respeito e consideração que a AHBVG me merece e que me honro servir". Diamantino Garcia informa, ainda, que a sua "preocupação" relativa à situação foi dividida com os restantes membros da direcção, tendo recebido de todos "a sua compreensão e apoio", o que, "muito agradeço". Termina o comunicado desejando que "ao ser vereador da CM (Câmara Municipal) com o pelouro da Protecção Civil, continuarei a acompanhar e apoiar as actividades de Associação. Nem de outra maneira poderia ser...".
Recorde-se que Diamantino Garcia tomou posse do cargo de presidente direcção no dia 23 de Abril de 2008, depois de ser reeleito. Durante este mandato, uma das preocupações expressas do dirigente tem sido a falta de voluntários para integrarem o Corpo de Bombeiros e um dos projectos, a conclusão das obras de ampliação do quartel dos Bombeiros, na vila de Góis.
O mandato foi suspenso na data em que está assinado o documento, 15 de Julho. As suas funções são assumidas, até dia 11 de Outubro, pelo vice-presidente da Associação, Jaime Garcia.
in Jornal de Arganil, de 30/07/2009

Etiquetas: ,

A aldeia de Val-Boa com dificuldades de água

Eu sempre esperei que os responsáveis do meu Concelho de Góis, ao terminarem os anos que tiveram o destino do Concelho em mãos, terminassem em bem com todos os munícipes, e não em guerrilhas uns com os outros, como está a acontecer, isto não dignifica nada nem ninguém.
No meu entender, os responsáveis do meu Concelho de Góis, são como os pombos correios, quando saíam do pombal pela primeira vez, uns regressam de novo aonde foram criados, outros extraviam-se e juntam-se a outros, se têm a sorte de se juntarem a boas companhias então tudo fica estragado, foi o que aconteceu no Concelho de Góis.
Isto até parece ser mentira, o que está a acontecer com a Aldeia de Val-Boa, há uns trinta anos foi-nos tirado uma nascente, que nós tínhamos para regar os quintais, prometendo-nos que nos faziam um tanque, para aproveitamento das sobras e juntar mais uma nascente, que lá anda a regar silvas e arbustos, e até hoje nunca foram cumpridas as tais promessas.
Agora está a acontecer o que eu já esperava há anos, a Aldeia está sem água, tanto nas casas como para regar os quintais, nós semeamos e plantamos as nossas hortas, para agora vê-las a morrer com falta de água, e com tanta água que lá anda a correr para a mata, tudo isto acontece porque os nossos dirigentes concelhios não nos tem querido dar ouvidos, nem tem querido ver as nossas necessidades, que são tantas, e de várias formas.
Eu agora pergunto, como vão resolver esta grande falha? Colocar autotanques a transportar água para a Aldeia, sim porque as nascentes agora estão fracas deitam pouca água, os reservatórios que estavam cheios desde o Inverno, agora já não voltam a encher, só para o próximo Inverno. Daqui até lá vamos viver com que água? Sendo ela a coisa mais necessária para o nosso dia-a-dia.
Espero agora que os nossos dirigentes municipais deixem de ser pertinentes e escutem os habitantes da Aldeia, e não os deixam passar sede, nem lhes deixem os quintais por regar à falta de água porque a nossa Aldeia tem muita água, a regar terrenos de pinhal e silvas, sem ser aproveitada numa época em que tanto se fala de água, e que tão necessária é para a nossa vida.
Termino com um bem haja.
Fernando Alves Dias
in Jornal de Arganil, de 30/07/2009

Etiquetas:

Dia do Município

(clicar na imagem para ampliar)

Etiquetas:

Vila Nova do Ceira - O Tempo e o Modo

Vila Nova do Ceira é a única freguesia do concelho de Góis onde ainda não há sanitários públicos. Funcionando ali um mercado (ou feira) aos domingos, é confrangedor ver as pessoas a fazer as suas necessidades fisiológicas escondendo-se por traz das paredes. No entanto há condições para construir uma casa de banho, pois há esgotos, água. É uma vergonha ver chegar uma excursão ou os ranchos folclóricos e as pessoas terem que entrar nos cafés, trazendo despesas às casas comerciais com o gasto de água e limpeza.
Já não estamos nesse tempo. Deixamos aqui o reparo a quem tem a obrigação de zelar pelo bom nome da nossa terra.
António Fernandes
in Jornal de Arganil, de 30/07/2009

Etiquetas:

Alta Comissária e Director do Programa Escolhas visitaram ontem o acampamento

A Alta Comissária para a Imigração e Diálogo Intercultural, Rosário Farmhouse e o Director Executivo do Programa Escolhas (PE), Pedro Calado, visitaram o acampamento “Escolhas de Verão: Rumo a Góis”.

Durante quatro horas e meia, Rosário Farmhouse e Pedro Calado estiveram em Góis para e conhecerem e estar com os jovens nas suas actividades.

O meio da manhã foi aproveitado para conhecer o espaço onde se localiza o acampamento de verão do PE e a logística montada à volta do mesmo.

Durante este tempo, a Alta Comissária e o Pedro Calado aproveitaram para visitar os vários locais de actividade dispostas ao longo do rio Ceira (Góis), onde os jovens realizavam actividades radicais (canoagem, rapel, slide, jogo da corda, jogo do malho, tiro ao alvo e voleibol aquático).

De seguida, os nossos visitantes especiais, sempre acompanhados pela Sra. Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Góis, Helena Moniz, foram para a aldeia Aigra Nova, na Serra da Lousã, ver o que alguns participantes do acampamento estavam a fazer…broa e queijo à moda antiga.
in http://escolhasrumoagois.wordpress.com

Etiquetas:

2.ª descida em carros de rolamentos


Após o sucesso do ano passado, a ARCJILSSA irá promover no próximo dia 02 de Agosto de 2009 a 2ª descida de carros de rolamentos.
As actividades iniciar-se-ão pelas 9h00 com as inscrições e verificações necessárias onde é obrigatória a utilização de protecções (capacete, luvas, etc...).
A inscrição será de 10 rolamentos com direito a almoço, seguro da prova, lembranças para todos, prémio para o carro mais criativo e para os primeiros classificados.
Programa:
09h00 - Inscrições junto à Casa de Convívio destes lugares;
10h00 às 12h30 - Treinos livres com cronometragem;
12h30 - Almoço;
14h00 - 1ª Manga;
16h00 - 2ª Manga;
18h00 - Entrega de prémios.
Itinerário
Partida: Senhora da Guia
Meta: Manjão (junto à Casa de Convívio)
in http://arcjilssa.blogspot.com

Etiquetas: ,

Apresentação da 16ª Concentração Mototurística de Góis

De 13 a 16 de Agosto a região de Góis será mais uma vez o destino de muitos milhares de motociclistas, para participarem na 16ª edição da Concentração Mototurística, numa organização do Góis Moto Clube.
A vila de Góis, que tem menos de 2.000 habitantes, recebe durante o fim-de-semana da concentração os cerca de 20.000 visitantes de uma forma extraordinária e exemplar, participando e associando-se à festa, transformando Góis numa autêntica “cidade motard”.
Para dar a conhecer o programa agendado para este ano, o Góis Moto Clube vai levar a efeito uma Conferência de Imprensa de apresentação da 16ª edição da Concentração Mototurística de Góis, no próximo dia 4 de Agosto, na Esplanada da Avó Tomázia, junto à Ponte Manuelina na Vila de Góis, pelas 18h00.
in www.rcarganil.com

Etiquetas: ,

quarta-feira, 29 de Julho de 2009

Góis

Fotografia de Sandra Costa

Etiquetas: ,

Estudo sobre o desenvolvimento e a qualidade de vida dos municípios

É verdade que estes estudos são sempre discutíveis; é verdade que há variáveis de duvidosa relação com o objectivo do trabalho e outras que pouco dependem das autoridades locais.

Comecemos pelo princípio. A Universidade da Beira Interior decidiu "aferir o nível de desenvolvimento económico e social e de bem-estar de cada um dos 278 concelhos do continente português". Já o tinha feito em 2007 (usando as informações do Anuário Estatístico de 2004 publicado pelo Instituto Nacional de Estatística) e voltou a fazê-lo agora (com os dados do Anuário Estatístico de 2006, divulgados em 2009). Para isso, seleccionou um conjunto de variáveis agrupadas em três grandes temas: condições materiais (equipamentos diversos e infra-estruturas básicas), condições sociais (investimentos das câmaras em cultura, lazer, desporto, gestão de águas residuais, tratamento de resíduos, protecção da biodiversidade e da paisagem; taxas de escolarização e abandono escolar; cuidados de saúde e níveis de segurança) e condições económicas (dinamismo dos agentes, situação do mercado de trabalho e relação entre rendimentos e consumo). Por último, ordenou os diversos concelhos, comparando os resultados obtidos em 2004, com os mais recentes.

Moral da história: de acordo com as variáveis escolhidas, Arganil ocupa o 116ª posição no ranking nacional (tendo subido 77 lugares em relação a 2004), Oliveira do Hospital a 138ª (subindo 16 lugares), Lousã a 140ª (baixando 82 lugares), Vila Nova de Poiares a 199ª (descendo 84 lugares), Góis a 219ª (baixando 28 lugares) e Pampilhosa da Serra a 231ª (com uma subida de 44 posições).
A "fotografia" da região é pouco agradável, mas não se pode dizer que seja surpreendente. Em ano de eleições autárquicas e, consequentemente, maior disponibilidade para reflexões, são assuntos destes que interessa debater. Gostem ou não os candidatos. Merecemos muito melhor!
____________________________
O estudo pode ser consultado aqui.

Etiquetas: ,

Cortes - Festas em Honra de S. João Batista

O Grupo de Mordomos para as Festas de 2009, anunciam o seu programa que, de quinta a segunda-feira animará a grande Povoação de Cortes, a saber: Dia 27 de Agosto (quinta-feira); Início da grande festa de 2009; Montagem da aparelhagem Caperson de Castanheira de Pêra; 21.30 Actuação de um organista para começar o baile.
Dia 28 de Agosto (sexta-feira) Inscrições para os Jogos Tradicionais e campeonato de sueca; Missa em honra de S. Cristóvão e procissão, ao fim da tarde; 22.30 Baile com a presença do grupo musical Remix.
Dia 29 de Agosto (sábado) 14h Arruadas com bombos e acordeões com o grupo Seca Adegas.
- Jogos Tradicionais; 22h Noite de Fados de Lisboa e Coimbra, pelo Grupo Sílvio Girão; 24h actuação do grupo musical mais do que conhecidos os Dexis.
Dia 30 de Agosto (domingo) Arruada da Banda Filarmónica de Góis; Missa e procissão; Leilão de Fogaças; Concerto da Filarmónica; Rancho folclórico; 23.30 Baile com o grande grupo Kremlin.
Dia 31 de Agosto (segunda-feira) Finais dos Jogos Tradicionais; 12.00h - Convívio entre grupos onomásticos (mega sardinhada); Entrega de prémios; Grupo Musical Selecção B que dispensam apresentações.
Este evento é de grande importância e significado para Cortes e as suas gentes, bem como para toda a região, o qual será levado a cabo pela equipa de Mordomos, cujos nomes lembramos:
De Cortes - Nuno Pedro Tavares, José Manuel Antunes Luís (do Ferro), Joaquim Manuel Fonseca Mateus (Quim), Paulo Lourenço de Carvalho, Vítor Manuel S. Francisco Henriques
Lisboa - João Carlos Fonseca Amaro (Janito), Vítor Manuel Simões (do licos), Nuno Antão Barata
E os irmãos (do latoeiro), Paulo Tomé Henriques, Manuel Tomé Henriques
Coimbra - Paulo Fonseca Bandeira, Ramiro da Fonseca Mendes
Com a colaboração que se espera de todos os cortenses e amigos da terra, cujo apoio, envolvimento e presença são indispensáveis para a dignificação a Festa à altura da nossa terra, este evento será certamente o êxito que se pretende,
Contamos com TODOS!
Pel'O Grupo de Mordomos
(Ramiro da Fonseca Mendes)
in Jornal de Arganil, de 23/07/2009

Etiquetas:

Amiosinho

Fotografia de placosta

Etiquetas: ,

ADIBER promove tertúlia sobre Lei da Paridade em Oliveira do Hospital

A ADIBER - Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra vai realizar amanhã, dia 30 de Julho, pelas 21.30, em Oliveira do Hospital, no auditório da Caixa de Crédito Agrícolo, um Debate/Tertúlia subordinado ao tema «Lei da Paridade... Uma Prioridade», no âmbito do projecto 'Expandir Oportunidades', que conta com a parceria da CIG - Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género. Note-se que esta iniciativa visa promover a informação e o debate, entre outras problemáticas, acerca da 'participação das mulheres na vida pública e política'.
in www.rcarganil.com

Etiquetas:

120 jovens participam num acampamento nacional em Góis

Até à próxima sexta-feira, dia 31 de Julho de 2009, o Programa Escolhas em parceria com o consórcio do projecto “Escolhas de Futuro”, na qual a Câmara Municipal de Góis e a ADIBER são respectivamente a Entidade Promotora e a Entidade Gestora, estão a realizar o Acampamento Nacional “Escolhas de Verão: Rumo a Góis”, em Góis.
Este acampamento conta com a participação de 120 jovens destinatários dos projectos de norte a sul do país, Açores e Madeira, assim como com uma equipa de monitores que acompanha todas as actividades.
Esta iniciativa pretende, através do estabelecimento do contacto entre estes jovens, desenvolver as competências pessoais e sociais num ambiente distinto daquilo que são habitualmente os seus contextos de vida urbanos, através do contacto com a natureza, numa área serrana onde o desporto aventura e as tradições locais interagem e serão abordadas de uma perspectiva inovadora. Pretende-se assim, através de práticas de educação não formal, actividades desportivas, de aventura, artísticas, comunitárias e de interacção, que se estabeleça uma plataforma de conhecimento e descoberta entre os jovens, numa perspectiva de fortalecimento do diálogo intercultural.
Note-se que a Alta Comissária para a Imigração e Dialogo Intercultural, Rosário Farmhouse, visitará o acampamento já amanhã, dia 30 de Julho.
in www.rcarganil.com

Etiquetas: ,

Festas de Verão no Colmeal

(clicar no cartaz para ampliar)


PROGRAMA

Sexta-Feira, 7 de Agosto
20h00 – Abertura das festividades c/ Aparelhagem “SOM ARGUS”
21h00 – Inicio do Campeonato de Sueca

Sábado, 8 de Agosto
09h00 - Provas de atletismo e Ciclismo
16h00 – Provas de Natação
18h00 – Procissão Seladas-Colmeal
19h00 – Jogo de Futebol
20h00 – Abertura da Quermesse
21h00 – Final do Campeonato de Sueca
22h00 – Actuação do Conjunto Musical “MP5”

Domingo, 9 de Agosto
09h00 – Recepção da Banda de Góis
11h00 – Cerimónias Religiosas com Procissão
15h00 – Reabertura da Quermesse
15h30 – Inauguração do Caminho Alfredo Alves Caetano
16h00 – Concerto pela BANDA DE GOIS
19h00 – Despedida da Banda de Góis
22h00 – Actuação do “FLASH – duo musical”

Segunda-Feira, 10 de Agosto
09h00 – Procissão Colmeal-Seladas
10h00 – Campeonato de Malha
13h00 – Pic-Nic no Parque de Merendas das Seladas
Sardinha assada e porco no espeto
Surpresas diversas
15h00 – Campeonato de Tiro ao Alvo
17h00 – Distribuição de Prémios das Provas Desportivas e Jogos Tradicionais
18h30 – Actuação do RANCHO SERRA DO CEIRA
21h00 – Espaço da JUVENTUDE

Etiquetas:

Colmeal - Festas 2009 - Espaço Juventude

(clicar no cartaz para ampliar)

10 de Agosto - 21 horas

- Passagem de modelos

- Concurso "As Pernas mais Bonitas"

- Karaoke

Etiquetas:

Diamantino Garcia - Site Oficial da Campanha

terça-feira, 28 de Julho de 2009

Cabreira

Fotografia de PGDuarte

Etiquetas: ,

CADAFAZ

7, 8, 9 e 10 de Agosto de 2009

Festas de Nossa Senhora das Neves


PROGRAMA

Dia 7 (sexta-feira)
De manhã - Preparativos para a festa e montagem da Aparelhagem Sonora de Jaime, da Cabreira.

Dia 8 (sábado)
11 horas - Recepção aos tocadores de Concertina, no Adro da Igreja.
13 horas - Almoço.
15 horas - 3.º Encontro de Tocadores de Concertina, Guitarra e Harmónios da Serra da Mata.
À noite - Actuação do Grupo Pimba Pimba.

Dia 9 (domingo)
De manhã - Alvorada, começando a bar a funcionar.
Às 14.30 horas - Missa seguida de procissão.
À noite - Baile com o Conjunto Som da Curte, de Cabeça (Seia).

Dia 10 (segunda-feira)
Música pela aparelhagem durante o dia e à tarde haverá sardinha oferecida pela União Recreativa.

Etiquetas:

FESTAS

FILARMÓNICA VARZEENSE


em honra de Santa Cecília

1 e 2 de Agosto de 2009


PROGRAMA

1 de Agosto
10h00 - Animação musical «Disco Som»
18h00 - Abertuta da quermesse
20h30 - Grupo Musical Cantares da Várzea
22h30 - Grupo Musical «Cheirinhos do Sul»

2 de Agosto
09h30 - Alvorada
10h00 - Saudação da Filarmónica do adro
11h00 - Celebração da Eucaristia
12h00 - Procissão em honra de Santa Cecília
13h00 - Almoço de confraternização
17h00 - Concerto pela Filarmónica
19h00 - Grupo Etnográfico da Freguesia de Anobora - Condeixa-a-Nova
21h30 - Rancho Mensageiros da Alegria - Vila Nova do Ceira

Etiquetas: ,

Torneio de Ténis

A Associação de Juventude de Góis (AJG) irá realizar, integrado nas festas do concelho, um torneio de ténis. As inscrições são feitas junto de qualquer elemento da AJG ou por e-mail (a.juventude.gois@gmail.com) até quinta-feira (dia 30).

Etiquetas: ,

A IV Jornada Cultural e o Livro "Memórias do Antigamente"

No seguimento das notícias vindas a público sobre a IV Jornada Cultural da Freguesia de Alvares, a qual veio a ter lugar em Cortes seguindo os parâmetros usuais, aliás dignos dum acto cultural merecedor do melhor registo. Tratou-se de um evento importante para a aldeia e para a região, onde estiveram representadas as forças vivas do Concelho de Góis.
Os pormenores da jornada são já do domínio público, entre os quais recuperamos a importante intervenção do Dr. Pedro Pita, Director Regional da Cultura do Centro, que destacou com toda a eloquência o acto cultural que vamos acrescentando no nosso dia-a-dia, acto esse que vai levando a presença enriquecedora da ideia em movimento, que, mais tarde, lhe chamamos história.
Outro pensamento que queríamos recuperar, lançado pelo Presidente da Comissão de M. Alvares António Rui Dias, está no mote que sacudiu as águas mornas, quando se referiu ao impacto positivo levado pelos "novos residentes'; duvidando seriamente que "a comunidade sitiada esteja preparada e receptiva para os receber". Dada a pertinência deste assunto baseado em experiências vividas, mais tarde, gostaríamos de voltar ao tema.
Da parte da tarde apresentou-se ao público o autor do livro "Memórias do Antigamente" - Monografia de Cortes, Dr. Samuel Mateus, Mestre em comunicação social, que nos revelou usos e costumes, hábitos e tradições, sabores e saberes, além duma versão inédita sobre o topónimo de Cortes. Fez também uma explanação dos trabalhos rudes e das canseiras, do rolar manso dos dias intervalado com as festividades, das grandezas e das misérias e da profunda religiosidade deste povo com características muito próprias onde se destaca o apego à sua terra-natal.
O Dr. Samuel Mateus expôs-se ao seu público de maneira simples e despretensiosa, dissertando sobre o valoroso povo de Cortes onde crescem as suas raízes, solo que faz brotar a fonte do seu saber e bebe o entusiasmo da inspiração que lhe aviva e refresca a memória da sua avó Maria Brilhantina Alves, temperada com pesquisas que foi fazendo ao longo dos dias verdes de menino e moço, envoltas duma paixão arreigada que foi crescendo através dos tempos. O sentimento e apreço revelados pela maneira como escreve' sobre este povo, é a forma mais eloquente de destacar a admiração que tem por ele. Trata-se duma revelação de afectos, própria de beirão, que só lhe ficam bem.
"Memórias do Antigamente" é uma monografia bem estruturada onde cabe o perfil sócio-profissional do homem comum, da mesma forma que nos fala do temperamento do trabalhador rural dentro dum colorido da ruralidade serrana, com as suas vestes típicas dos dias de festa religiosa, dos trajes domingueiros e das tradições pagãs que povoam o imaginário de qualquer criança. Abre, assim, espaço às estórias habituais que são tão do agrado de qualquer povo.
Fala-nos também do tipo de habitação e das habituais divisões, dos materiais utilizados na sua' construção. Não se esqueceu da alimentação daqueles tempos, (e que tempos!...) própria da época em que se vivia, algo de importante que marcava a tradição segundo um calendário religioso, ou as tradições pagãs que o homem comum tanto gosta de relembrar. São registos importantes que só tempo saberá falar deles.
Desta monografia levada ao pormenor, só podemos congratularmo-nos com o seu contributo para a cultura local e manifestarmos o nosso mais vivo contentamento por quem sabe o que significa escrever para que outros leiam.
Adriano Pacheco
in Jornal de Arganil, de 23/07/2009

Etiquetas: , ,

segunda-feira, 27 de Julho de 2009

Góis - Matriz

Etiquetas: ,

Cadafaz - Homenagem ao regionalismo da freguesia

2 de Agosto de 2009

Átrio da Igreja


PROGRAMA

09.00 - Arruada com Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Coja e Rancho Folclórico da Freguesia do Cadafaz;
09.30 - Missa pela alma dos regionalistas já falecidos;
10.30 - Inauguração do monumento existente no adro;
11.00 - Intervenção de todas as comissões de melhoramentos e convidados;
11.30 - Inauguração da garagem e carrinha da Junta de Freguesia seguida de um almoço no Parque Natural do Cadafaz (Covão).

Etiquetas: ,

Folhas Soltas de Cadafaz

Tenho lido alguns artigos onde encontro mencionado o nome de Manoel Baeta Afonso Neves, natural da povoação de Corterredor desta freguesia, Comendador de uma das Ordens Portuguesas e depois Barão de Louredo no Brasil onde faleceu. Foi este homem ilustre, um grande benemérito não só da freguesia onde nasceu como da sede do concelho Góis e Vila da Pampilhosa da Serra, soube reconhecer as dificuldades existentes nas aldeias nessa época pelo que mandou executar várias obras, além de grandes contribuições monetárias para outras. No entanto verifica-se que muito pouco tem sido o reconhecimento. Nada se encontra na sede de freguesia em Cadafaz que o recorde e na sua Aldeia apenas uma pequena placa, o que parece um pouco insignificante para pessoa de tanto valor. Também na vila de Góis ainda não encontrei algo de reconhecimento. Julgo pois que embora tardia, a colocação de um busto pelo menos na povoação onde nasceu seria bem merecida.
Aliás decerto ainda terá ramos familiares na mesma que saberão descrever e salientar a sua grande generosidade. Mas a minha surpresa foi maior quando há pouco tempo deparei com duas placas com o seu nome (título) no centro histórico da vila de Pampilhosa da Serra em cujo Largo se encontra um Fontenário muito bem conservado com a seguinte descrição: oferecido ao Município por Manuel Lourenço Baeta Neves – 1863 Pampilhosa da Serra.
Fiquei sensibilizada ao notar o reconhecimento deste Concelho a quem o beneficiou. Oxalá outros lhe sigam o exemplo.
Pelo que tenho conhecimento estas são algumas das suas obras ou ajudas:
Em Cadafaz, a Ponte de ligação entre Cadafaz e Cabreira uma autentica obra de arte alvenaria em pedra, cuja legenda gravada na pedra ainda se pode ler: Manoel Lourenço Baeta das Neves, filho, legítimo de Joaquim Baeta Neves e de Maria Affonso Manoel do Corterredor, mandou fazer esta ponte em 1856/1857, para cómodo dos povos”. Duas pontes em Corterredor também em pedra. Donativos para restauro das capelas de Nossa Srª da Conceição em Corterredor e Santa luzia nas Relvas. Oferta de Lustres, Orgão e grande donativo para obras de reconstrução na igreja de Cadafaz, inclusivamente do relógio de pesos que se encontra na torre em Cadafaz vindo do Corterredor (seg. art. de L.N.Rosa). Construção de uma capela em Alvém e dedicada a Nª Srª do Amparo em 1864, (parece que já se encontra outra no cimo da aldeia inaug. Em 1937). Também a Igreja Matriz de Góis foi beneficiada com donativos para restauro da mesma e oferta de lustre (neste caso pediu para que lhe fossem gravadas as suas iniciais B.N. por cima do púlpito, ao mesmo se deve a construção do Chafariz existente no Largo de Pombal, onde teria havido um muito antigo e majestoso.
Mas a povoação de Cadafaz também deve outros reconhecimentos como por exemplo, a José Domingos A. Baeta, a quem se deve a construção da antiga escola primária cuja data e iniciais se observam na verga da porta em ferro forjado J.D.A.B. 1922 – sendo hoje este imóvel pertença da União Recreativa de Cadafaz, além desta obra contribuiu com donativo para o Posto médico da Cabreira desta freguesia e de respectivo material cirúrgico.
Como se pode verificar o tempo passou e as obras embora desactivadas ficaram a perpetuar a memória de quem tão gentilmente as ofereceu e ajudou.
Claro que era decerto um trabalho muito moroso a descrição de muitos mais que de uma maneira ou de outra fizeram algo por estas povoações, no entanto seria um trabalho muito significativo e nunca seria tempo perdido, saber quem e como se fez. Haverá quem possa dar algumas informações?

NOTÍCIAS DO QUOTIDIANO EM CADAFAZ - Celebrou-se nesta Povoação, como habitualmente, a festa do Corpo de Deus com missa e procissão onde não faltou a organização de algumas senhoras nas execução da passadeira, com flores e verdura. Estava linda.
Também dia 14 de Junho a missa em louvor de Stº António teve lugar na sua capela, em seguida o renhido leilão como é habitual. Mais uma vez recordo o restauro das gravuras do tecto e do retábulo em talha, que vão ficando cada vez mais degradados.
Por último a Junta de Freguesia está a proceder a uma bem executada limpeza em redor da povoação; é pena que seja um serviço inconclusivo porque as ervas parecem renascer mais fortes. Mas, é sinal de vida da Natureza.
A. Silva
in Jornal de Arganil, de 23/07/2009

Etiquetas:

AÇOR - FESTAS DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE

(clicar no cartaz para ampliar)


PROGRAMA

Sábado, 1 de Agosto
09h00 – Inicio dos Festejos
10h00 – Missa
15h00 – Campeonato da Sueca
22h00 – Actuação de LUIS GONÇALVES


Domingo, 2 de Agosto
10h00 – Continuação das Festas
14h00 – Torneio de Malha
18h00 – RANCHO FOCLÓRICO SERRA DO CEIRA
22h00 – Actuação do Grupo RITMOFONIA

Etiquetas:

Junta de Freguesia de Vila Nova do Ceira - Esclarecimento sobre fontenários

Face à colocação de cartazes no fontenário, situado no Largo da Igreja, em Vila Nova do Ceira, que pretendiam saber de quem era a responsabilidade dos fontenários se encontrarem com a água fechada, a Junta de Freguesia vem expor toda a situação:
O fontenário referido era abastecido por uma nascente situada em Passô, sendo a água canalizada até ao chafariz e tendo o Sr. Cassiano Rodrigues Nunes direito às sobras dessa água.
Com a intempérie de 2006 a condução dessa água ficou destruída, passando este a ser abastecido por água da rede pública.
Face a esta situação e após reclamações apresentadas verbalmente, a Junta de Freguesia informou a Câmara Municipal, para proceder ao corte, mas somente da água que estava a ser canalizada para a residência do Sr. Cassiano Rodrigues Nunes, uma vez que esta deixou de vir da nascente de Passô e passou a ser água da rede, pelo que, enviou à Câmara Municipal a seguinte carta:
"Ex. Sr. José Girão Vitorino
Presidente da Câmara Municipal de Góis
Por reclamações apresentadas verbalmente nesta autarquia, solicita-se a V. Ex.ª se digne mandar fechar a água que sai da fonte situada no Adro da Igreja, para a residência do Sr. Cassiano Rodrigues Nunes.
As reclamações acima indicadas e o pedido formulado por esta autarquia, deve-se ao facto dessa fonte estar ligada à rede pública, onde sai cerca de meia polegada de água 24 horas por dia, acarretando por isso avultadas despesas para a Câmara Municipal.
Com os melhores cumprimentos.
O Presidente da Junta, António Monteiro"


Face ao exposto, a Câmara Municipal procedeu não só ao corte da água que estava ligada à habitação do Sr. Cassiano Rodrigues Nunes, mas ao corte dos dois fontenários situados em Várzea Grande, Vila Nova do Ceira.
Desta forma, e face à pergunta afixada no chafariz que pretendia apurar de quem é a responsabilidade do corte de água, penso que todos tenham ficado esclarecidos.
O Presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova do Ceira, António Alberto Ferreira Monteiro
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas:

domingo, 26 de Julho de 2009

Cruz

Fotografia de Norberto Tomé

Etiquetas: ,

Construção do Centro Escolar de Alvares começa brevemente

Está já em curso a construção do Centro Escolar da freguesia de Alvares, concelho de Góis, depois de ter sido assinado o auto de consignação relativo à empreitada no dia 13 de Julho. A respectiva assinatura decorreu numa reunião entre o presidente da autarquia goiense, José Girão Vitorino, e Carlos Manuel Inácio Peres, gerente da empresa Construções Irmãos Peres, S.A., empresa responsável pela execução dos trabalhos. Estiveram ainda presentes neste acto o presidente da junta de freguesia de Alvares, Vítor Duarte, o engenheiro Cabaço, da Divisão de Obras e Urbanismo e Ambiente do Município, o engenheiro responsável da empresa, e outros técnicos do Município.
Refira-se que esta obra foi adjudicada por 550.310,337 euros, a acrescentar o IVA, e a empreitada, que deverá ter início dentro de dias, tem um prazo de execução de 180 dias.
A empresa adjudicatária já está a preparar toda a estrutura logística para começar as obras, processo que passa pela instalação de gruas e outros equipamentos, bem como pela colocação de dispositivos de protecção para garantir a segurança de quem circula nas imediações do local da construção.
Nesta ocasião, o presidente do executivo camarário adiantou que “o Município de Góis tem vindo a investir decisivamente no desenvolvimento de estruturas orientadas para a crescente melhoria das respostas ao nível da educação”.
in www.rcarganil.com

Etiquetas: ,

Góis - 219.º concelho com melhor qualidade de vida

Arganil é o concelho da Beira Serra com melhor qualidade de vida, revela um estudo elaborado pelo Observatório para o Desenvolvimento Económico e Social (ODES) da Universidade da Beira Interior (UBI).

Entre 278 concelhos, no continente português, Arganil situa-se na posição 116, à frente de concelhos como Oliveira do Hospital (138), Lousã (140), Vila Nova de Poiares (199), Góis (219), Pampilhosa da Serra (231).

Segundo Pires Manso professor catedrático da UBI, responsável pelo ODES, autor do trabalho juntamente com Nuno Simões, o índice tem em conta “centenas de variáveis quantitativas”, como o Produto Interno Bruto (PIB) ou o consumo, e “variáveis qualitativas como a disponibilidade de bens culturais e outros de difícil medição”, em áreas como a educação, saúde, segurança, população, cultura/lazer, ambiente, dinamismo económico, mercado de trabalho, mercado de habitação, rendimento/consumo.

Num estudo em que Lisboa encabeça a lista de concelho com melhor qualidade de vida, Pires Manso conclui que “não se pode considerar animador o cenário do país em termos de desenvolvimento económico e social ou de qualidade de vida no sentido mais amplo”. Ainda, que

“o país vai a duas velocidades: uma, de nível europeu, a que correm os concelhos litoral e do Algarve e outra a que se desloca (ou não corre) a grande maioria dos concelhos do interior Norte, Centro e Alentejo de Portugal”. Refere, negativamente, também, “a má colocação dos principais municípios da Beira Interior”.

A base de dados “fundamental” foi o Anuário Estatístico, publicado pelo Instituto Nacional de Estatística, referente ao ano de 2006 (publicado em 2009) e a informação recolhida, explica no documento, “foi depois trabalhada com o objectivo de proceder à criação de um sistema de indicadores estatísticos de monitorização do nível de desenvolvimento e da qualidade de vida dos concelhos de portugueses”.
in www.jornaldearganil.net

Etiquetas: ,

Pena

Fotografia de António Vieira

Etiquetas: ,

O desenvolvimento de Góis

No período pré-eleitoral em que nos encontramos será justo que os partidos que concorrem ao acto eleitoral autárquico reflictam e possam dizer o que pensam em relação às seguinte perguntas.

Por que razão Góis não se desenvolveu, acompanhando o progresso dos municípios que lhe são vizinhos? O que fazer para o corrigir?

Haverá pois que fazer uma primeira análise de quais foram as políticas seguidas (se existiram), quais os estrangulamentos encontrados e o que foi feito e aquilo que deveria ter sido feito.

Só após esta análise e estabelecidas quais são as reais potencialidades do concelho, se poderá não só corrigir o que, eventualmente, não foi feito ou o que teria e deveria ter sido feito de uma forma diferente.

Baseadas neste raciocínio metodológico e racional das realidades sócio-económicas do concelho é que poderá surgir uma verdadeira política estruturada, que não seja apenas um alencar de obras a realizar e umas quantas vagas ideias de como efectuar o seu desenvolvimento. Haverão que existir planos, metas e a sua calendarização.

Não esquecemos que o município gastou alguns milhares de euros para elaborar, com assessoria externa, uma análise/plano sobre o assunto e seria bom resgatá-lo do fundo da gaveta, onde julgamos que lá resida, já que dele não se conhecem notícias desde que foi feita a sua apresentação pública. Talvez o resgate fosse um ponto de partida, se é que o estudo apresente alguma qualidade prática.

Hoje em dia um simples alinhavar de obras e piedosas intenções, não pode servir para fundamentar uma estratégia para o desenvolvimento, seja qual for o segmento da sociedade à qual se destina.

Por tal aguardamos com expectativa os programas do PS e do PSD.
in www.portaldomovimento.com

Etiquetas: ,

Vila Nova do Ceira - João Monteiro recandidata-se à Junta de Freguesia

António Monteiro, actual presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova do Ceira, assume a sua recandidatura com a promessa de uma nova Freguesia em termos de ambiente e qualidade de vida.
O poder local autárquico e as empresas industriais que procuram manter-se competitivas ou mesmo sobreviver e ajustar-se a um ambiente de negócios turbulento e imprevisível percebem cada vez mais que, diante das questões ambientais, são exigidas novas posturas, num processo de renovação contínua, seja na maneira de operar os seus negócios, seja nas suas organizações.
A Junta de Freguesia de Vila Nova do Ceira está a desenvolver novas formas de lidar com os problemas ambientais, mediante mecanismos de auto-regulação e por meio de uma gestão ambiental proactiva. O objectivo principal é a qualidade ambiental, mas também manter as empresas industriais na economia da Freguesia e geradoras de riqueza e de emprego.
in Jornal de Arganil, de 23/07/2009

Etiquetas: ,

quarta-feira, 22 de Julho de 2009

Góis

Fotografia de Rui Antunes

Etiquetas: ,

Grandes Festas em Ladeiras de Góis

Dias 24, 25 e 26 de Julho de 2009



PROGRAMA

Dia 24 - sexta-feira

17h00 - Abertura da Festa com Aparelhagem Sonora Discosom de Mário Carvalho, de Vila Nova do Ceira
20h00 - Abertura da Quermesse
22h00 - Baile com o Grupo Musical Tema, de Cadima.


Dia 25 - sábado
10h00 - Abertura da Quermesse
11h00 - Início dos jogos tradicionais
15h00 - Missa na Casa de Convívio
17h00 - Continuação dos Jogos Tradicionais
22h00 - Baile com o grupo Musical Big Banda


Dia 26 - domingo
13h00 - Almoço na Casa de Convívio com ementa
16h00 - Leilão de ofertas
17h00 - Entrega dos prémios dos jogos tradicionais
18h00 - Actuação dos Concertinistas "Irmãos Baptista"

Esperamos por si nas Festas das Ladeiras de Góis, venha divertir-se e traga um amigo.
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas:

CORTECEGA

Festas em Honra de N.ª Sr.ª das Neves

1 e 2 de Agosto


Dia 1 (sábado)
9h - Início dos Festejos com a Aparelhagem Sonora da Cabreira
14h - Jogos Tradicionais e outras SURPRESAS
16h - Missa em honra de N.ª Senhora das Neves, seguida de Procissão
22h - Baile com a música tradicional portuguesa e boa disposição do artista "Tiago Silva"

Dia 2 (domingo)
9h - Alvorada ao som da Aparelhagem Sonora da Cabreira
13h - Almoço convívio com os familiares, amigos e visitantes da nossa aldeia
14h - Jogos Tradicionais
16h - Sardinhada com Papas de Milho
22h - Encerramento com Baile à Moda Antiga

Etiquetas:

Candosa - Festa em Honra a Nossa Senhora dos Remédios

Após um dia de festa em honra de Nossa Senhora dos Remédios, padroeira de Candosa, abrilhantada pelo grupo musical Duo Oásis, a Comissão de Melhoramentos de Candosa organizou um almoço de confraternização, no passado dia 12 de Julho (Domingo), no qual estiveram presentes cerca de 70 pessoas, entre as quais a Dra. Maria de Lurdes Castanheira, amiga e incentivadora dos projectos da Comissão, que muito amavelmente se deslocou à Candosa para nos acompanhar do desfrute de um café. A Comissão tem vindo a crescer lentamente muito graças à boa vontade dos residentes de Candosa e outros naturais não residentes, que vindo de aldeias vizinhas, de Coimbra, Lisboa e até de fora do país fazem questão de estar presentes e prestar apoio em prol do desenvolvimento desta bela aldeia.
Importa dizer que a Comissão reconhece e enaltece todas as ajudas concedidas! Muito obrigado ao Sr. Casimiro Vicente, Presidente da Junta do Cadafaz, pelo donativo que motivou o lauto festim, à Câmara Municipal de Góis pelo suprimento de mesas e bancos, ao Rancho Folclórico da Freguesia do Cadafaz pelo abono de louças e complementos necessários, à Transserrano pelo amável empréstimo das tendas, e a todos os sócios que trabalharam e auxiliaram na confecção e armação das estruturas para que este almoço ao ar livre, no aprazível espaço verde da Capela, tivesse sucesso.
Brinde a mais almoços repletos de um belo convívio e alegria como este!
in www.candosa-viva.pt.vu

Etiquetas:

Vila Nova do Ceira - Capela do Mártir

Fotografia de MCCoimbra

Etiquetas: ,

Encontro Luso-Galaico aborda probelmas sobre "A Criança e a Sociedade"

No passado dia 10 de Julho 2009, no Auditório da Biblioteca Municipal "António Francisco Barata", em Góis, teve lugar um encontro Luso-Galaico, com vista a debater assuntos relacionados com a criança e a sua inserção na sociedade.
O encontro, que contou com a presença de autarcas portugueses e de Oroso teve ainda a intervenção de diversos oradores experientes na matéria, de forma a testemunharem os seus conhecimentos, comparando formas de agir com as crianças e de intervir em casos de maior problemática tanto em Portugal, como no vizinho país espanhol, mais concretamente no concelho de Oroso.
Durante a sessão de abertura, José Girão Vitorino, presidente da Câmara Municipal de Góis, congratulou-se pelo tema em debate, pois conforme disse: "a criança é uma mais valia, uma garantia do futuro". Interessado em assegurar o futuro das crianças do concelho, tem-se debatido em ter formas de garantir o bem-estar dos jovens, quando os pais não têm condições para o efeito, como é o exemplo do acompanhamento feito pela CPCJ (Comissão de Protecção de Crianças e Jovens).
José António Pereira Carvalho, também iniciou com uma palavra de saudação para toda a comitiva de Oroso, que "considero como amigos", reforçou o presidente da Assembleia Municipal de Góis, salientando as boas relações existentes entre os dois países ibéricos. Na sua opinião, sendo os primeiros anos de vida responsáveis pelo início de uma sociabilização e sendo que o futuro pertence às crianças de hoje, é fulcral o tema em debate.
Por último, Manuel Mirás Franqueira, alcaide do Concello de Oroso, recordou a primeira vez que veio a Góis e afirmou com convicção que a antiga frase "Portugal e Espanha estão tão perto mas tão longe", já não faz sentido, visto que, com a geminação entre Oroso e Góis estão realmente perto. O alcaide fez ainda referência às jornadas em conjunto já efectuadas em conjunto e às suas grandes vantagens.
Finda a sessão de abertura, teve lugar o primeiro painel que assentou no concelho de Oroso e na sua intervenção social no seio da família, bem como, a implicação política nos serviços sociais.
Em segundo teve lugar o concelho de Góis que expôs o trabalho social desenvolvido no seio das crianças e jovens, bem como o enquadramento jurídico das Comissões de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ's).
Foi ainda abordada a intervenção da CPCJ de Góis, durante os últimos três anos e a necessidade de haver "o tecto, a educação e o afecto".
O encontro, que durou toda a manhã, terminou com um debate e com a intervenção da vereadora da cultura, D. Helena Moniz, tornando-se muito proveitosa esta jornada de trabalho Luso-Galaica.
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas: ,

Carvalhal do Sapo

Em colaboração entre a União e Progresso do Carvalhal e a Junta de Freguesia do Colmeal foram realizados no Carvalhal do Sapo mais três melhoramentos:
O primeiro trata-se da canalização da água para rega da Fonte da Lameira até ao tanque geral de rega, este melhoramento é muito importante para o aproveitamento total da água dos Ameais e da fonte da Lameira.
O segundo melhoramento, também importante, foi a canalização das águas pluviais e de alguns esgotos domésticos de junto da povoação para a Vergada (local isolado e distante da povoação, a cerca de mil metros). Aproveito para chamar a atenção dos autarcas de Góis para a grande urgência do saneamento básico na povoação do Carvalhal do Sapo, pois só com a execução do mesmo será possível evitar descargas domésticas para a doméstica para a conduta de águas pluviais.
O terceiro melhoramento, aproveitando o facto de ser necessário, além de uma vala na quelha da fonte para a passagem do tubo das águas pluviais, foi a respectiva calçada beneficiada com um tapete de cimento, tornando-a assim mais cómoda para os peões.
Existe também a promessa da Câmara Municipal de Góis da cedência de alguns materiais para a continuação das obras da casa de convívio. Esperamos que esta colaboração entre a União e Progresso do Carvalhal e as autarquias seja para continuar no futuro, e não seja só porque estamos em ano de eleições.
Almeida Santos
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas:

terça-feira, 21 de Julho de 2009

A banhos


Etiquetas: , ,

Junta-te aos Soldados da Paz - "É Gratificante Ser Bombeiro"

"É Gratificante ser Bombeiro". Foi esta a frase repetida por todos os entrevistados no quartel dos Bombeiros Voluntários de Góis.
Fundada em 1956, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Góis é, sem margem para dúvidas, uma das instituições mais necessárias do concelho. Os serviços que os soldados da paz desempenham, em defesa dos interesses das pessoas e bens, são realmente indispensáveis.

O Jornal O VARZEENSE foi visitar o quartel dos Bombeiros, em Góis, e conversou com a direcção, comando e bombeiros:

Renato Rocha, em nome da direcção fez notar a proximidade de trabalho que existe entre a direcção da Associação e o Comando do Corpo de Bombeiros de Góis, na tentativa de reunir sinergias para um desenvolvimento que, sem dúvida, na sua opinião tem sido bom. "Os resultados têm sido positivos, porque há um bom entendimento entre a direcção e o comando", disse Renato Rocha, salientando que "a direcção tem procurado atender aos pedidos e necessidades do comando".
"As dívidas encontradas pela actual direcção têm sido saldadas e temos uma projecção muito positiva, como consta nos relatórios entregues à Assembleia dos Bombeiros de Góis", confessou o dirigente Renato Rocha, satisfeito por, em simultâneo, terem sido efectuados melhoramentos notórios no quartel sede.
Desde a pintura à electrificação, o quartel foi reformulado, acrescentou Renato, que falou também da sala de convívio criada para bombeiros e associados e das actuais obras na parte da cozinha, de forma a permitir que os bombeiros possam ter acesso às refeições sem terem que se deslocar fora do quartel. Foi ainda criada uma escada de acesso à sala de convívio de forma a permitir uma maior rapidez em caso de socorro e uma sala de rádio devidamente equipada para atender a todas as necessidades. Também o escritório sofreu melhoramentos notáveis, bem como a torre.
"Estamos a trabalhar para se conseguir um carro de desencarceramento com todo o material necessário", acrescentou, fazendo ainda referência às obras no espaço para formação e à candidatura já aprovada que irá permitir a conclusão das obras no edifício situado nas traseiras do quartel de Góis, bem como, no quartel da Secção de Alvares.
Renato falou do apoio da Câmara Municipal de Góis, indispensável ao funcionamento da Associação, dos apoios ao nível nacional, que na sua opinião, são reduzidos e do contributo de todos os sócios e amigos da Associação, mas que, afinal, ficam muito atrás das necessidades da instituição.
Renato referiu ainda ao nosso jornal que é impossível a Associação Humanitária dos Bombeiros funcionar só com voluntários, mas acrescentou que, os profissionais, para além do seu horário de trabalho fazem também parte das escalas de serviço voluntário, dando muitas horas em regime de voluntariado.
Satisfeito com o voluntariado praticado pelo corpo de bombeiros, Renato Rocha lamentou a fraca adesão de novos elementos. "O voluntariado está-se a perder", confessou, lembrando que o concelho de Góis tem muitos jovens e que é necessário cativá-los e incentivá-los para o serviço de voluntariado.
Uma das acções de sensibilização para despertar a motivação nos jovens, é, na opinião de Renato, a criação dos bombeiros mirins, visto que, conforme acrescentou "os mais pequeninos serão os bombeiros do amanhã", e assim, com o contacto directo e aprendizagem nos bombeiros desde pequeninos seria mais fácil de ganharem o gosto pelo voluntariado e, quem sabe, integrarem o corpo de Bombeiros um dia mais tarde. "Esta criação dos bombeiros mirins seria uma forma de manter os mais pequeninos ligados ao trabalho dos bombeiros", acrescentou.
Renato Rocha lembrou ainda que a ligação dos jovens ao serviço do voluntariado e concretamente aos bombeiros ajuda a formar o carácter dos jovens e a sensibilizá-los para a realidade.
Renato compreende que haja afastamento do voluntariado, motivado por questões profissionais e de falta de tempo, visto que, as pessoas estão a deslocar-se, cada vez mais, para o exterior do concelho, todavia, "houve jovens que já estiveram nos bombeiros, tiveram que sair por se terem afastado do concelho, mas que regressaram a Góis e voltaram para os bombeiros", disse.
Consciente que é extremamente necessária a presença de jovens nos bombeiros, Renato Rocha deixou um apelo aos jovens do concelho de Góis: "vamos todos contribuir para deixar de haver falta de bombeiros, inscrevam-se e certamente não se arrependerão. Para além de adquirirem muitos conhecimentos, podem tornar-se úteis à sociedade, desempenhando uma missão gratificante e poderão ainda usufruir de apoios nas propinas" e concluiu: "os jovens precisam de ocupação e os bombeiros precisam dos jovens".

Francisco Dias, Comandante do Corpo de Bombeiros de Góis lembrou que a Associação dos Bombeiros é uma instituição necessária a todos e que trabalha essencialmente à base do voluntariado. "Mas, hoje, um corpo de Bombeiros não se compadece só com o voluntariado, pelo que, também tem que haver alguns profissionais", disse o comandante, acrescentando que estes são um número limitado de pessoas, visto que, a Associação, em termos financeiros, não tem possibilidade de ter mais elementos. Desta forma, Francisco Dias apelou à entrada de novos elementos voluntários para os bombeiros.
Insatisfeito com a ajuda governamental, o comandante referiu que, está é limitada e que o que os vai salvando é a ajuda da Câmara Municipal de Góis e da população. No entanto, acredita que se fossem feitas mais acções de sensibilização e peditórios junto da população, talvez se conseguisse angariar mais verba.
Francisco Dias lamentou também o desinteresse de alguns bombeiros e explicou: "antes pensava-se que o voluntariado era só contribuir quando se podia, mas, actualmente, com a actual legislação, apesar de se continuar a contribuir quando se pode, a lei determina um mínimo de disponibilidade, com um mínimo de horas de serviço de emergência e de formação", o que na opinião do comandante é perfeitamente possível de ser feito mas que está na origem do desinteresse de alguns elementos. "Ocupar 24 horas por mês com os bombeiros será pedir assim tanto?" perguntou o comandante lembrando que é uma grande satisfação saber que se socorre alguém.
O comandante compreende a exigência da actual Lei, visto que, "as pessoas têm direito ao socorro e esse socorro tem que ser cada vez melhor, havendo necessidade de frequentar um mínimo de formação" e continuou: "antigamente não havia grande formação e também não havia piquetes, só se acorria ao chamamento das sirenes, hoje em dia, se queremos ser competentes, temos que ter formação e tem que haver piquetes de forma a estarem disponíveis, permitindo um socorro mais rápido", acrescentou.
Francisco Dias criticou a realidade actual lamentando a falta de reconhecimento do Estado perante os bombeiros, e explicou: "a regalia que existia em relação à aposentação do tempo de bombeiro que contava 25% para o tempo de aposentação, em 2007, com a alteração do Estatuto Social de Bombeiro reduziu para apenas 15%" e ainda por cima, conforme acrescentou "com o novo estatuto da aposentação, esta regalia esbate-se, porque "se tenho que trabalhar até aos 65 anos, independentemente do tempo de serviço, acabo por sair com o mesmo valor de aposentação", lamentou o comandante referindo que "em termos de regalias práticas existe também a isenção de taxas moderadoras, mas que se passar um ano sem ir ao médico, acaba por não usufruir de nada". "Há ainda apoios nas propinas, mas também só irá beneficiar quem estuda", disse o comandante lamentando a falta de incentivos.
Francisco Dias apelou à entrada de novos elementos para os Bombeiros e incitou principalmente à consciência dos jovens referindo: "ser bombeiro contribui para uma sociedade melhor, adquirem-se muitos conhecimentos e é uma missão gratificante".
O Corpo de Bombeiros de Góis, acrescentou o seu comandante "espera por jovens a partir doa 16 anos e pensa-se, dentro em breve, poderem integrar crianças desde os 11/12 anos, começando desde pequeninos a ser dotados de formação e motivação".
Na opinião de Francisco Dias, é desde criança que se tem que despertar o interesse pelo voluntariado e o gosto pelos bombeiros e é sem dúvida essencial a presença de jovens nos Bombeiros, por isso, deixou um apelo aos jovens do concelho de Góis: "olhem para a sociedade em geral, compreendam a necessidade de existir bombeiros e venham juntar-se a nós".

Dina Marlene Bandeira deu o seu testemunho como bombeira.
Para além de ser uma coisa que sempre a fascinou, tinha familiares nos bombeiros, pelo que, com apenas 17 anos ingressou na Associação e iniciou a sua formação, deslocando-se de Coimbra a Góis todas as sextas-feiras, em conjunto com a sua irmã, para frequentarem a escola de cadetes aspirantes. Ainda sem carta de condução agradece à sua mãe que as acompanhava semanalmente.
Dina concluiu a sua licenciatura sempre em simultâneo com os bombeiros. Mais tarde conciliou a sua vida profissional e política, nunca deixando de prestar voluntariado nos bombeiros de Góis. "É perfeitamente possível", afirma Dina Marlene dizendo que, foi sempre uma boa experiência, que lhe forneceu maturidade e conhecimentos, para além de, na sua opinião, ser gratificante conseguir ajudar os outros. Apesar de não estar nos bombeiros para lhe agradecerem, confessa que é extremanente gratificante quando alguém lhe diz: "obrigado pelo que fez por mim".
A bombeira Dina lamenta o facto de terem saído alguns elementos dos bombeiros, facto que justifica, talvez por motivos de ordem profissional ou pelas actuais exigências da actual legislação.
Tal como o comandante, também Dina Marlene afirma que a legislação, apesar de exigir mais, não exige nada de anormal, visto que, afinal exige aquilo que já se fazia.
Dina acrescentou: "agora já um mínimo de horas em termos de formação, piquetes, assiduidade ao quartel, mas não é nada fora do normal" e acabou por confessar: "para se socorrer bem há necessidade de se estar bem informado. Os tempos mudam e as exigências também têm que mudar" e exemplificou que para se ingressar no curso de INEM (pré-hospitalar) é necessário ter pelo menos o 12.º ano. Dina lamentou ainda o facto de haver apenas quatro bombeiros com curso de tripulante de ambulância de socorro, o que, na sua opinião, é muito pouco.
A bombeira Dina tem notado que, ultimamente, as instituições e particulares já começam a pensar em apoiar os bombeiros, dando o exemplo dos "Irmãos Figueiredo" que permitiram a realização de um baile a favor dos bombeiros e a ajuda que os escoteiros têm prestado, sempre que solicitados.
Dina Marlene é ainda delegada da Juvebombeiro que tem por missão: a mobilização dos jovens inseridos em corpos de bombeiros voluntários entre os 14 e os 30 anos, de modo a sensibilizá-los e motivá-los para os valores subjacentes ao associativismo e ao voluntariado nos bombeiros, implicando-os na realização de acções concretas de solidariedade e convívio, a fim de que assumam responsabilidades e desenvolvam o espírito de iniciativa no âmbito da instituição de que fazem parte integrante, garantindo, assim, a sua continuidade. É ainda intenção da Juvebombeiro promover campanhas de sensibilização entre a população e continuar a fazer campanhas de avaliação de glicemia e tensão arterial.
Dina Marlene Bandeira deixou ainda uma apelo aos jovens, para que ingressem não só nos bombeiros, mas também nas restantes instituições locais, como os escoteiros, filarmónica, futebol, entre outras, de forma a desenvolverem o voluntariado e construírem o seu bom carácter.

Lara Daniela - Um exemplo a seguir
Lara Daniela Monteiro Nunes, com apenas 3 anos e meio e muita dedicação aos Bombeiros, referiu ser esta a sua maior paixão.
Recorde-se que Lara é filha de: Cátia Nunes e José Nunes (bombeiros) e neta do, também bombeiro, Celestino Nunes.
A pequena Lara afirmou ao nosso jornal que há mais de um ano que corre para os bombeiros sempre que a deixam, mas o seu avô foi mais longe e arriscou mesmo que a Lara "é bombeira desde que nasceu".
Tudo parece fascinar a Lara, desde as ambulância, aos carros, passando pelo toque da sirene, mas é, sem dúvida, a farda que mais a fascina.
Aprumada e a marchar com o passo certo, já estreou a sua farda, este ano, na procissão realizada em Góis, no dia do "Corpo de Deus".
Lara promete fidelidade aos bombeiros e deseja ansiosamente crescer rápido para poder participar ainda mais activamente no Corpo de Bombeiros de Góis.
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas:

Simantorta - Festa em honra da Senhora da Piedade


A Simantorta irá estar em festa já no primeiro fim-de-semana de Agosto, em honra da Senhora da Piedade, padroeira da nossa terra.
Contamos com a presença de todos, para fazerem crescer a animação e a motivação de organizar a festa.

PROGRAMA
Sábado - dia 1
09h - Início dos festejos com aparelhagem sonora
15h - Missa em honra da Senhora da Piedade
16h - Leilão
18h - Actuação do Rancho Infantil "Estrelinhas da Ponte" do Areal, da Lousã
22,30h - Baile, com o acordeonista Abílio Alves

Domingo - dia 2
09h - Continuação dos festejos, com aparelhagem sonora
17h - Baile com o acordeonista Rouxinol da Serra.

Durante os festejos iremos também inaugurar o piso do recinto que foi alvo de intervenção e está agora com novo aspecto e mais convidativo.
Não se esqueçam do lema "aparece e trás um amigo".
Rui Silva
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas:

Excursão a Algares - Comemoração do 58.º aniversário

Como foi divulgado, a Direcção da Comissão de Melhoramentos de Algares organizou uma excursão a Algares e um almoço convívio, que teve lugar na casa de Convívio, em Algares, servido pelo restaurante Micaela, da Chã de Alvares, o qual foi muito bem servido. Esta equipa foi impecável, um bem-haja para o restaurante Micaela e para a menina Hélia e toda a sua equipa de colaboradoras.
Neste almoço não estiveram representações da Câmara Municipal de Góis nem da Junta de Freguesia de Alvares. Da parte da Câmara de Góis foi-nos informado que estavam de casamento pelo que, com muita pena não poderiam estar presentes e da Junta de Freguesia de Alvares estariam de baptizado pelo que, também não poderiam estar.
Foi pena, mas este ano calhou assim, não tivemos representação das autarquias mas tivemos representação das colectividades amigas de Algares. Da Simantorta tivemos o Sr. Aníbal Moreira e esposa, da Telhada o Sr. Acácio Fernandes e o Sr. José Carlos Lourenço, da Carregueira da Chamusca esteve o nosso amigo Graça Alves e esposa, de Fonte Limpa esteve Ernesto Fernandes e Belmira Martins.
Usou da palavra o Sr. Graça Alves afirmando que o regionalismo é para continuar, que estes eventos são sempre bem vindos e que Algares é uma terra que ele nunca pode esquecer e ainda que estes dias são sempre recordados e os Algares têm que seguir em frente. "Viva do Algares!"
De seguida, falou o Sr. Carlos Lopes Rosa, em nome da Comissão de Melhoramentos da Telhada, agradecendo o convite da Comissão de Melhoramentos de Algares e referindo que, ao longo dos últimos anos tem acompanhado esta comissão da qual é presidente da Assembleia e tem visto nesta comissão uma certa união o que tem acontecido é que gostaria de ver mais gente da geração dele nestes eventos porque, eles fazem cá falta deixando um apelo: "Eu sou presidente da Comissão da Telhada mas não me esqueci de Algares".
De seguida falou o Sr. Silvério Rosa que agradeceu a todos os presentes, "que nos acompanharam", realçando um casal que se deslocou de Algares a Lisboa para trazer mais amigos na Excursão a Algares e fazer esta viagem na excursão e voltar a Algares é de louvar este sacrifício.
Ao ver este grupo genuíno, com tanta alegria, deixa-nos satisfeitos e deixa-nos com força para podermos continuar.
De seguida, falou o Sr. Armindo Henriques, começando por agradecer a representação das colectividades amigas: um grupinho de amigos de Setúbal, Lisboa, Batalha, Ponte do Sótão, Simantorta, Telhada, Coelhosa, Fonte Limpa, Chamusca. Os Algares ainda têm muita gente amiga, peço desculpa por alguma falha.
Afirmou ainda que ficou satisfeito com o andamento das obras da nova canalização do abastecimento de água dizendo também que o poder autárquico ainda não se esqueceu de Algares e concluindo: "é pena não ter aqui ao meu lado nenhum elemento da autarquia para lhe agradecer pessoalmente. Também as bocas de incêndio estão muito bem localizadas e todo o restante trabalho tem sido feito com perfeição". Foi também feito um melhoramento, já há muito tempo esperado, mas que neste momento já está concretizado. As nossas autarquias sabem quais são os problemas mais urgentes das nossas aldeias, o problema é não haver dinheiro para os concretizar.
Também agradeceu ao Sr. Carlos Lopes Rosa todo este empenho com a realização da excursão que lhe passou de alma e coração.
De seguida, ficou marcado para as 17 horas o cantar os parabéns e a partida do bolo de aniversário da Comissão. Todos comeram bolos de várias qualidades, filhós feitos pela D. Esmeralda.
Não faltou o espumante e outras bebidas. O bailarico foi abrilhantado pelo nosso João, que é uma simpatia de moço. E assim tivemos de deixar Algares, com tanta alegria.
Armindo Henriques
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas:

I Torneio Inter-Aldeias de Voleibol no Rio Ceira



Candosa estreou o I Torneio Inter-aldeias de Voleibol No Rio Ceira, no dia 11 de Julho, com uma vitória por 1 a 0 sobre Corterredor. Devido ao adiantar da hora de inicio do Torneio, ficou definido e acordado previamente entre as seis equipas participantes, que não iriam seguir as regras habituais do Voleibol definidas pelos três sets mas apenas por um.
Na final, Corterredor e Candosa lutavam pelo título. Estava em jogo o primeiro lugar no 1ºTorneio Inter Aldeias de Voleibol. Corterredor conseguiu abrir o marcador, após várias jogadas de grande nível onde o ataque era a sua maior arma, Candosa limitava-se a defender tal era o caudal ofensivo dos forasteiros. Mas faltava a esta a frieza no serviço para definir as jogadas e marcar a diferença. O jogo corria de forma renhida e equilibrada, as duas equipas mostraram grande vontade em vencer não defraudando as expectativas do público presente. Candosa reagiu bem à pressão fazendo uma grande recta final e conseguiu fechar o set com parciais de 25/22 a seu favor.
Vitória suada mas justa da equipa mais regular ao longo do torneio.
À noite, durante o animado baile, foi entregue uma lembrança às três equipas do pódio. Os certificados de participação para o Colmeal e Corterredor e a taça à equipa vencedora, Candosa.
Uma palavra de apreço aos apoiantes deste grande evento: Câmara Municipal de Góis e Junta de Freguesia do Cadafaz, um muito obrigado pela vossa cooperação!
in www.candosa-viva.pt.vu

Etiquetas: , , ,

CANYONING – Ribeira da Pena – Serra da Lousã

Dia 6 de Setembro (domingo)

Actividade que envolve a descida a pé da Ribeira da Pena, com recurso a saltos, descidas em rapel e travessias por dentro de água. Esta ribeira percorre um vale encaixado e abrupto cujo leito, margens e encostas são formados por impressionantes fragas que tornam este local quase inacessível. Por esta razão, este vale ainda serve de refugio a plantas e animais exclusivos e raros. Esta é a ribeira mais espectacular da Região Centro, onde se conjugam o cenário inóspito e selvagem (formado por inúmeras cascatas, lagoas e rochedos imponentes) com a vegetação exuberante e a vida selvagem peculiar, valendo a pena o esforço dispendido na realização desta actividade.

Tipo de percurso: Linear. Duração: cerca de 5h. Local de encontro: junto às bombas de gasolina do Esporão (Góis), pelas 09h30m. Preço: 35€/pax. Inclui o equipamento pessoal (fato completo de neoprene, capacete, arnês, etc.), seguros e enquadramento por monitores experientes.

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES
Para mais informações e solicitar a ficha de inscrição contacte-nos para:
966 217 787, 235 778 938 (Tel/Fax), mail: geral@transserrano.com

Etiquetas: , ,

Praia das Canaveias

Fotografia de silver_surfer

Etiquetas: ,

Diamantino Garcia candidata-se pelo PSD à Câmara Municipal de Góis

Sob o slogan “Vale a pena mudar por Góis”, Diamantino Garcia, actual vice-presidente da Câmara Municipal de Góis cujo executivo é socialista, apresentou-se no sábado como candidato pelo PSD à autarquia, nas próximas eleições autárquicas, na presença de dirigentes nacionais e distritais do partido, nomeadamente Paulo Mota Pinto e Pedro Machado, respectivamente, para além dos autarcas de Arganil, Penacova e Vila Nova de Poiares, entre outros. A acompanhar Diamantino Garcia estão Helena Moniz, vereadora da cultura da Câmara Municipal, e Vítor Duarte, chefe de gabinete do presidente da Câmara, enquanto números dois e três da lista do PSD.
Para mandatário, o candidato do PSD escolheu Vítor Dias Nogueira, último presidente da Câmara do PSD em Góis, há cerca de 30 anos, sendo o mandatário financeiro Silvino Martins, e a candidata para presidente da Assembleia Municipal a vereadora Graça Aleixo. Nesta ocasião, foram também apresentados os candidatos às cinco juntas de freguesia do concelho de Góis. Paula Aleixo é a candidata à junta de freguesia de Alvares, Casimiro Vicente, à junta de freguesia do Cadafaz, João Hermenegildo, à junta de freguesia do Colmeal, Helena Sanches, à junta de freguesia de Góis, e António Gouveia, à junta de freguesia de Vila Nova do Ceira.
No uso da palavra, Diamantino Garcia começou por agradecer ao PSD o convite para integrar esta lista, considerando que “ao convidarem-me tiveram muita coragem, mais do que eu próprio a aceitar”. “Tiveram uma frontalidade muito grande em escolher um candidato que não é da vossa área”, acrescentou, garantindo que “espero corresponder aquilo que esperam de mim”. O candidato à Câmara de Góis revelou ainda que “fizeram-no pela minha postura na vida que tem sido nunca penalizar ninguém por pensar de maneira diferente do que eu”, sentindo-se “um democrata”, uma vez que “a democracia é a diferença de todos nós e é pela diferença que devemos lutar”.
Deixando um agradecimento também em especial à esposa, uma das principais responsáveis por ter entrado na política, Diamantino Garcia congratulou-se também com o apoio que lhe tem sido demonstrado pelos autarcas dos concelhos vizinhos, alegando que “o que se está a defender não é um bocadinho de terreno mas sim uma região”. Contando que conta inclusivamente com o apoio de autarcas do PS, o candidato do PSD esclareceu que as pessoas que estiveram presentes nesta apresentação, que teve lugar no Parque do Castelo, em Góis, “estão aqui porque querem, não há ninguém forçado para estar aqui”.
“Nós vamos mudar Góis porque eu já mudei por Góis”, referiu, esclarecendo que “não vale a pena chamarem-me troca tintas, camaleão, vira casacas, que não me preocupo com isso”. Enaltecendo que manteve sempre “uma grande coerência”, Diamantino Garcia explicou que o seu objectivo desde que integrou o executivo é “defender o concelho e as gentes de Góis”. “Só os burros é que não mudam”, continuou, revelando que foi o presidente da Comissão Política Distrital do PSD, Pedro Machado, que o convidou para ser candidato por este partido, frisando que se trata de “uma pessoa de palavra”.
Segundo o candidato, o PSD deu-lhe a oportunidade de fazer a sua própria equipa, sendo os três candidatos “nascidos em Góis”. “Nascemos em três freguesias diferentes e vivemos em três freguesias diferentes”, reforçou, afirmando que “há muita gente a querer mandar em Góis e que não tem nada a ver com Góis”. “Em Góis, têm de mandar aqueles que cá estão, aqueles que sentem Góis, até porque estamos aqui 24 horas por dia”, defendeu Diamantino Garcia.
Quanto às acções a desenvolver, o candidato do PSD sustentou que “temos de delegar muito mais nas juntas de freguesia, dar-lhes mais visibilidade, e fazer mais trabalho em conjunto”, contando que “os presidentes das juntas de freguesia são pessoas com quem vou gostar muito de trabalhar”. Diamantino Garcia aproveitou para fazer uma referência ao mandatário da candidatura, alegando que “é uma referência do PSD em Góis”, sendo esta uma forma de prestar-lhe também uma homenagem. Apelando para que todas as pessoas se esforcem no sentido de “tentar unir todo o PSD”, o candidato assegurou que “tenho muito orgulho nos oito anos em que fui vereador”, lembrando obras importantes que ainda estão a ser executadas e que devem ser continuadas, tais como a Casa da Cultura de Góis, a pavimentação do Campo de Futebol, o Centro Escolar de Alvares, a ETAR de Vila Nova do Ceira e as obras na ETAR de Góis.
Ao nível dos problemas existentes no concelho, o candidato do PSD destacou que o emprego é a principal preocupação. “Estou preocupado com o emprego em Góis porque não há desemprego mas também não temos emprego”, realçou, discordando com o facto de que “o que temos é um esquema montado em que se ocupam as pessoas a fazer coisas que as engana a elas e aos outros”, referindo-se à formação profissional que “não é pensada para quem a faz mas para quem a presta”. Assim sendo, “há que ajudar as pequenas empresas que temos”, sustentou, lembrando que existem também alguns problemas sociais no concelho, havendo instituições que devem ser responsáveis pela sua resolução.
Às pessoas presentes, Diamantino Garcia deixou um conselho, “atenção às propostas demagógicas para o concelho de Góis em que se envereda por aventuras”. “ O que é difícil não é comprar as coisas, é pagá-las”, alertou, defendendo que “o concelho tem de ser sustentável”.
in www.rcarganil.com

Etiquetas:

Alegria e muita animação marcaram almoço na Candosa

A Comissão de Festas de Nossa Senhora da Candosa, Vila Nova do Ceira, realizou, no passado dia 12 de Julho (domingo), um almoço convívio, que teve lugar no encantador cerro da Candosa.
O encontro, que contou com um avultado número de presenças, foi promovido com a finalidade de angariar fundos para a Festa em Honra da Senhora da Candosa, a realizar nos dias 14 e 15 de Agosto e incentivar ao convívio entre os presentes.
A excelente ementa, foi confeccionada e servida pela Comissão, com a ajuda das pessoas da terra, que gentilmente se predispuseram a ajudar, para que o encontro fosse um êxito.
Com o São Pedro a colaborar, o convívio estendeu-se até ao final da tarde, com a boa disposição e confraternização já habitual nestes encontros do povo varzeense.
Desde os jogos de cartas, passando pelas animadas conversas, até ao simples desfrutar da paisagem que se avista da ermida, tudo foram motivos para tornar o momento inesquecível.
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas:

segunda-feira, 20 de Julho de 2009

Rio Ceira

Etiquetas: , ,

Festa em Honra de Nossa Senhora da Candosa

Dias 26 de Julho, 14 e 15 de Agosto


Dia 26 de Julho
18h00 - Procissão com a imagem de N.ª SR.ª da Candosa para a Igreja Matriz

Dia 2 a 14 de Agosto
21h00 - Reza diária do terço na Igreja Matriz

Dia 14 de Agosto
09h00 - Início dos festejos com a aparelhagem sonora "Discosom"
10h00 - Abertura do bar e quermesse
12h30 - Almoço
17h00 - Vários divertimentos
20h30 - Missa na Igreja Matriz, seguida de procissão de velas, para o Cerro de N.ª Sr.ª da Candosa
21h30 - Actuação do Rancho Folclórico "As Sachadeiras" da Casa do Povo de Vila Nova do Ceira
22h30 - Actuação do grupo musical "Estrelas Incomparáveis" (São João de Ver)

Dia 15 de Agosto
09h00 - Continuação dos festejos com a aparelhagem sonora "Discosom"
10h00 - Abertura do bar e quermesse
12h30 - Almoço
15h00 - Chegada da Filarmónica Varzeense
15h30 - Concerto da Filarmónica Varzeense
17h00 - Celebração da Missa Solene, seguida de procissão, acompanhada pela Filarmónica Varzeense
20h00 - Actuação do Rancho Folclórico "Os Mensageiros da Alegria" da Associação dos Amigos da Várzea Pequena
22h30 - Actuação do grupo musical "Atlantic" (Coja)

Etiquetas: ,

Cerdeira de Góis

Festa de N.ª Sr.ª dos Milagres

Dias 1, 2 e 3 de Agosto


PROGRAMA

Dia 1 - Sábado
9h - Abertura do Som Musical
15h - Abertura da Quermesse
15h - Gincana com Jogos Tradicionais
18h - Missa na nossa Capela, em honra da Nossa Sr.ª dos Milagres, seguida de procissão em volta da aldeia com cortejo de ofertas e leilão.
22h - Início do Baile com o conjunto "Os Bacanos"

Dia 2 - Domingo
9h - Reabertura do Som Musical
15h - Reabertura da Quermesse
15h - Torneio de Sueca e Dominó
22h - Início do Baile com o Conjunto "Psicose"

Dia 3 - Segunda-feira
16h - Torneio de Chinquilho

Etiquetas:

Vila Nova do Ceira representada nos Jogos Olímpicos - André Paiva, um atleta vitorioso

André Tiago Carvalho Paiva - o jovem varzeense, com apenas 16 anos, irá representar Portugal, na modalidade de atletismo, nos Surdolímpicos, inserido nos Jogos Olímpicos, a realizar em Taipé, na China.
André Paiva viajará para a China no dia 1 de Setembro e regressará no dia 15, sendo que, a prova está marcada para o dia 7 de Setembro, onde irá competir com quatro mil atletas de 82 países diferentes, sendo 14 de nacionalidade portuguesa.
Para que fosse admitido nestas olimpíadas para surdos teria que conseguir um mínimo de 12,20 segundos em 100 metros, mas o jovem atleta alcançou apenas 11,80 segundos.
André iniciou-se no atletismo, com 12 anos, entusiasmado por um Professor de Educação Física (Ricardo Esteves), quando alcançou o primeiro lugar numa corrida inserida no desporto escolar. Desde então, alcançou uma sucessão de vitórias, subindo ao pódio todas as vezes que participava em alguma corrida, postura que manteve quando começou a competir nas provas da selecção em Coimbra. Nos últimos três anos, já federado no atletismo nacional e ligado ao Girassol, de Cantanhede, com o treinador Oliveira Gomes, desloca-se a Coimbra semanalmente para treinar.
Mas, a boa vontade dos seus pais: Joaquim Soares Paiva e Paula Maria Soares Carvalho Paiva, e de seu avô têm sido um forte estímulo, chegando mesmo a improvisar uma pista para o André treinar perto da sua residência, em Várzea Pequena.
Consciente das dificuldades que o esperam nos Surdolímpicos, o jovem afirma que irá tentar dar o seu melhor para tentar pelo menos passar à segunda fase.
Paralelamente aos atletismo, o André tem sido um excelente aluno. Sempre com vontade de correr e alcançar os melhores resultados, confessa os melhores resultados, confessa que em primeiro lugar tem a intenção de tirar o seu curso de Economia.
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas: ,

Ribeira de Pena

Fotografia de António Vieira

Etiquetas: ,

Glória Duarte expõe em Góis

Está patente no Posto de Turismo de Góis, até ao final do mês de Julho, uma exposição de Glória Ferreira Duarte, mais conhecida por "Glória Graveta".
Os trabalhos, expostos pela varzeense, integram uma diversificada gama de trabalhos, confeccionados com elevado profissionalismo.
Flores em sabonete, trabalhos em estanho, trabalhos de escamas de peixe e pevides de melão, são alguns dos materiais aproveitados habilidosamente pela artista na realização das mais bonitas obras de arte.
A exposição poderá ser visitada todos os dias (inclusive sábados e domingos) das 9 às 18 horas.
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas:

Jantar de angariação de fundos para as festas de Santa Bárbara

Um grupo de Amigos de Santa Bárbara realizou, no passado dia 11 de Julho (sábado), no salão da associação, um jantar convívio.
O encontro, foi promovido com a finalidade de angariar fundos para a Festa em Honra de Santa Bárbara, a realizar durante o próximo mês de Agosto.
Este convívio, que contou com cerca de 120 conterrâneos e amigos, foi confeccionado e servido pelas pessoas da terra, que gentilmente se predispuseram a ajudar.
Para além da angariação de fundos, com este género de encontros, de entrada livre para todos, o povo de Santa Bárbara pretende também promover o convívio e espírito de confraternização entre todos os moradores e amigos de Santa Bárbara, bem como, de todos os que se queiram associar.
A terminar com "chave de ouro", o encontro contou ainda com a actuação de um Grupo de fados de Coimbra, que animou o serão, pela noite dentro, tornando-o inesquecível, e deixando entre todos os presentes a vontade de voltar a repetir o encontro.
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas:

Convívio dos Joões

Realizou-se no passado dia 24 de Junho, no Parque do Cerejal, em Góis, o habitual jantar convívio dos Joões.
Reuniram-se caras conhecidas, trocaram-se contactos, contaram-se novas e velhas histórias.
Depois de uma grelhada, confeccionada pelos próprios convivas, a noite prolongo-se com uma salutar camaradagem.
O convívio, que contou com cerca de duas dezenas de presenças, deu continuidade a um encontro que já se realiza há mais de 15 anos.
Foi ainda feito um minuto de silêncio em memória, do já falecido, João Sanches, que, para além de habitualmente participar nestes encontros, sendo um dos seus pioneiros, faria também anos nesse mesmo dia.
De registar, ainda, a presença de João Batista Reis, residente no Brasil e de férias em Góis.
Também se pode referir que o mais jovem foi o João Gabriel e a mais idosa presença foi o Sr. João Hermenegildo.
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas:

Cortecega

Fotografia de Adriano Filipe

Etiquetas: ,

"As Sachadeiras da Várzea" organizaram XIX Festival de Folclore

O Rancho Folclórico "As Sachadeiras da Várzea", à semelhança dos anos anteriores, realizou no passado dia 28 de Junho o XIX Festival de Folclore.
O programa iniciou pelas 15h com o desfile de todos os Grupos participantes, seguindo-se a actuação dos diversos Ranchos participantes, seguindo-se a actuação dos diversos Ranchos que integraram o Festival: Grupo Os Pauliteiros, de Palaçoulo, Miranda do Douro; Grupo de Danças e Cantares de Barcelos; Rancho Folclórico "As Macanitas" da Tercena, Amadora; Rancho Folclórico Danças e Cantares de Campanhã, Porto; Rancho Folclórico de Piçarras, Évora e o Rancho organizador "As Sachadeiras da Várzea".
A saudação e apresentação foi feita pela presidente do rancho, Almerinda Gonçalves, que depois de dar as boas vindas a todos os presentes chamou ao palco diversas entidades locais, que igualmente se congratularam por mais este evento.
Com o apoio do bar e da quermesse, explorados pela Igreja Paroquial de Vila Nova do Ceira, com a finalidade de angariar fundos para a reconstrução da Casa Paroquial, muitas pessoas assistiram ao Festival de Folclore, apesar da chuva que foi constantemente ameaçando "regar" todos os presentes.
Mais do que um simples Rancho Folclórico, "As Sachadeiras" são um grupo que se tem preocupado por recolher e divulgar as tradições da sua freguesia.
in O Varzeense, de 15/07/2009

Etiquetas: